INDÍCIOS DE UMA PERSPECTIVA NARRATIVISTA PARA A PSICANÁLISE EXISTENCIAL

Autores

  • Vítor Hugo dos Reis Costa UFSM

Resumo

O presente artigo visa apresentar indícios para um desenvolvimento narrativista da psicanálise existencial de Jean Paul Sartre. A ideia de uma psi canálise de matriz existencial e orientada pelas ideias de liberdade e de projeto são apresentadas por Sartre em seu ensaio de ontologia fenomenológico intitulado O ser e o nada . Na medida em que esta psicanálise presume uma reassunção da liberdade pelo su jeito e uma vitória sobre a existência de má fé, o artigo apresentará uma reconstrução das ideias do autor acerca da liberdade humana e da condição angústia com ela imbricada. Em seguida, após uma apresentação da noção de má fé
e suas ligações com o domíni o da narratividade, serão apresentadas certas dificuldades do conceito de autenticidade, condição presumida como disponível e realizável por aqueles que empreendem o enfrentamento do próprio decaimento na má fé. Por fim, o artigo apresentará indícios da po ssibilidade de uma psicanálise existencial narrativista que não rechace a construção de identidades narrativas mas que, pelo contrário, admita a possibilidade da legitimidade existencial da narração das histórias pessoais.

Referências

BORNHEIM, Gerd. Sartre, Metafísica e Existencialismo . 3ª edição. São Paulo SP: Editora Perspectiva S. A., 2000.

BURDZINSKI, Júlio César. Má fé e autenticidade : estudos acerca dos conceitos de má fé e autenticidade na obra de J. P. Ijuí, RS: Editora Unijuí, 1999.

CASTRO, Fabio Caprio Leite de. Consequências morais de conceito de má fé em Jean Paul Sartre . Porto Alegre, 2005. Dissertação (Mestrado em Filosofia). Pós graduação em Filosofia da PUCRS, 2005.

COHEN-SOLAL, Annie. Sartre . Tradução de Milton Persso n. Porto Alegre: L&PM, 1985.

FABRI, Marcelo. Intencionalidade e moralidade : o humanismo de P. Sartre. Em: Existência e liberdade: diálogos filosóficos e pedagógicos em Jean Paul Sartre / organizadores Diego Ecker, Ésio Francisco Salvetti; Cecília Pir es… [et al.] Passo Fundo: IFIBE, 2013.

LARMORE, Charles. As práticas do eu . Tradução de Maria Estela Gonçalves. São Paulo, SP: Editora Loyola, 2008.

QUINTILIANO, Deise. Sartre : philía e autobiografia. Rio de Janeiro: DP&A, 2005.

ROCHA, Ronai. Quando ninguém educa : questionando Paulo Freire. São Paulo: Contexto, 2017.

ROSSATTO, Noeli. Singularidade, narratividade e mundo comum : uma perspectiva

fenomenológica. Em: Filosofia e educação: interatividade, singularidade e mundo comum /Amarildo Luiz Trevis

an, Noeli Dutra Rossatto, (organizadores). 1. ed. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2013.

ROWLEY, Hazel. Tête à Tête . Tradução de Adalgisa Campos da Silva. Rio de Janeiro: Objetiva, 2006.

SARTRE, Jean Paul. Diário de uma guerra estranha : setembro de 1939 março de 1940. Tradução Aulyde Soares Rodrigues e Guilherme João de Freitas Teixeira. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005.

SARTRE, Jean. Paul. A náusea . Tradução e Rita Braga. 12.ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005.

SARTRE, Jean. Paul. O ser e o nada : ensaio de ontologia fenomenológica. 16 ed., tradução de Paulo Perdigão. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

Downloads

Publicado

2021-10-08

Como Citar

DOS REIS COSTA, V. H. . INDÍCIOS DE UMA PERSPECTIVA NARRATIVISTA PARA A PSICANÁLISE EXISTENCIAL. Frontistés - Revista Eletrônica de Filosofia e Teologia, [S. l.], v. 13, n. 23, 2021. Disponível em: http://revistas.fapas.edu.br/index.php/frontistes/article/view/9. Acesso em: 27 out. 2021.